Monday, January 2, 2017

Trkz lança EP "Filhos da Terra"

De acordo com um comunicado enviado pela Kongoloti Records Filhos da Terra nasce da união entre o artista Trkz e o produtor e beatmaker Kae Em. Este EP descreve uma série de situações que os jovens adolescentes e adultos enfrentam mas não capazes de explicar ou lidar abertamente. Surge como uma forma de não menosprezar as realidades da sociedade e, ao mesmo tempo, quebrar os tabus assim como a indiferença perante os desafios espirituais, psicológicos e emocionais que o individuo enfrenta. Descreve tambem diferentes facetas individuais e varios fenómenos que cabam se interligando, apesar da independência dos contextos ou temas. Apela para que os individuos procurem uma causa para viver e que não desprezem aquilo que muitos preferem não falar, eliminando a sua identidade devido a conformismo social que lentamente abala as suas estruturas cognitivas. O conteudo lirico do projecto foi baseado em reflexões críticas com base nos diferentes tipo de conhecimento, de entre eles o mitológico, filosófico, o teológico, o senso comum e o científico.

https://trkz.bandcamp.com/releases
https://soundcloud.com/trkz_94
www.kongorecs.com
kongolotirecords@gmail.com

Compilation Boom Bap Vol IV - Produzido Por Intelektu Já Disponível


Compilation Boom Bap Volume 4, defino como um trabalho Épico e orgânico em termos da sua composição, cuja a ideia da Produção é do Emcee e Produtor Angolano Intelektu radicado em Rennes /França. o Projeto tem como o objetivo fundamental Fazer e Preservar O Rap Tradicional, desde a Produção de Beats Boom Bap ao Liricismo Autentico.


Devo dizer sobre tudo que é um  projeto Raro, pois nos dias de hoje já não se faz o mesmo tipo de Beats e Rap. A visão  expande - se no foco internacional,  ou seja uma Plataforma de intercambio entre Mcs de diferentes País e um Magnifico Produtor do som verdadeiro Underground . Que pela sua Natureza traz Artistas de Moçambique, Cabo Verde, Brasil, Angola, França, Congo Brazzaville, Africa do Sul e Portugal.

Devo advertir  que este Projeto não é para qualquer um que não percebe nada sobre a essência do Rap e sua sonoridade. Este é para os fiéis do Boom Bap, o som típico dos anos 90s é a ideia por Detrás do Produtor e Mcs que a muito se identificam com esta Arte clandestina. Compilation Boom Bap é um CD duplo com  Lado A e Lado B.

Estará disponível já este Sábado Dia 10 de Dez para Download gratuito. E como um presente de Natal a todos que gostam de Boom Bap. Esperemos que toquem o projecto completo durante esta quadra Festiva. Visto que isto é só mais uma Prova do que o Rap Verdadeiro continua a ser feito Pelos Reais Mcs que estão neste Projeto e todos de Grande calibre em termos de Liricismo, Cadencia vocal, trocadilhos e conteúdo Intelektu como Produtor sinto me satisfeito pelo trabalho e tenho a convicção que vai agradar os fans e apreciadores deste Estilo.

Wednesday, May 18, 2016

Chegou a Semana de Apreciação HipHop de Maputo 2016

O programa hiphoptime da Cidade Fm e a Siderurgia Núcleo de Hiphop, realizam no próximo domingo no estúdio auditório da RM, a Semana de Aprecição Hiphop 2016. O evento será marcado por dois painéis de palestrantes, constituidos por três oradores cada. O primeiro terá lugar no próximo domingo, dia 22 de Maio e o segundo, no dia 29 de Maio, ambos a partir das 15 horas. Desta vez o destaque vai para participação de vozes femininas como Iveth e Jazz P que irão se debruçar sobre aspectos relacionados com a participação da mulher na cena artística. Uma actividade paralela terá lugar no Sábado dia 28 de Maio a partir das 14 horas nos estudios da Kongoloti Records. Trata-se de um workshop com participações limitadas, a ser dirigido por DJ Nandele e Fu da Siderurgia, sobre o uso da plataforma digital Ableton. No final do segundo painél de palestras, será lançada a beatape Straight Outta Zimpeto.

Monday, March 21, 2016

SEMANA DE APRECIAÇÃO HIPHOP 2016 - CALL FOR PAPERS (CHAMADA PARA SUBMISSÃO)

A Comissão Organizadora da “SEMANA DE APRECIAÇÃO DA CULTURA HIP HOP 2016” encoraja o envio de resumos, a serem considerados como propostas de sessão ou comunicações a título individual. Pretendem-se contribuições sobre um conjunto de temas relacionados com a Cultura Hip Hop em Moçambique, no âmbito dos seguintes tópicos:


1. HIP HOP E EMPREENDEDORISMO: Como usar o Hip Hop como fonte de gestão de renda?

2. COMPOSIÇÃO, CAPTAÇÃO, MISTURA E MASTERIZAÇÃO: Propostas para o melhoramento da qualidade técnica da música Rap.

3. HIP HOP E AUDIOVISUAL: Reflexões sobre a qualidade técnica e artísticas dos videos de Rap.

4. HIP HOP E ESPETÁCULOS: Como massificar a aderencia aos concertos de Rap?

5. HIP HOP E RESPONSABILIDADE SOCIAL: Como os Hip Hoppers podem contribuir para o desenvolvimento das suas comunidades?

6. HIP HOP E MANUTENÇÃO DA PAZ: Que contribuições o Hip Hop pode dar na actual situação de tensão politico-militar de Moçambique?

7. ENCONTRO GERACIONAL: Que intercâmbio se pode estabelecer entre o Hip Hop e a Música Popular Moçambicana.

8. DJ, GRAFITTI ARTIST, B-BOY: Como operacionalizar outros elementos da Cultura Hip Hop para além do MC?

9. PERFIL ARTÍSTICO: Que contribuições as diferenças de perfil como Underground ou Pop Hip Hop dão ao Mercado de Consumo?

10. MULHERES NO HIP HOP: Como dar maior visibilidade à presença da mulher no Movimento?

Língua
Os resumos e apresentações devem ser em Português.

Prazos
• 31 de Março de 2016: Envio de propostas para sessões temáticas (temas e resumos das comunicações)
• 01 a 25 de Maio de 2016: Decisão sobre papers aceites

Normas para sessões e instruções
1. Uma sessão pode ter quantas comunicações o organizador determinar.

2. A duração de cada sessão não está ainda estabelecida. Contudo, pretendemos que se aproxime dos 20 minutos. O organizador deverá estar identificado. Esta será a pessoa que tomará a iniciativa, gerirá o processo, e organizará as sessões incluindo a apresentação de cada interveniente (CV de duas linhas).

3. Cada indivíduo pode submeter apenas um resumo enquanto autor singular. Contudo, pode ser co-autor de dois resumos. As mesmas regras aplicam-se aos organizadores.

4. Uma pessoa pode organizar apenas uma sessão ou possivelmente co-organizar duas.

5. Cada pessoa pode ter apenas uma comunicação, ou, nos casos de co-autoria, não mais do que duas.

6. Poderá utilizar a internet para divulgar a sua proposta.

Normas dos abstract e instruções

1. Máximo de palavras no título: 15

2. Número máximo de autores: ilimitado

3. Limite de palavras (excluindo título e autores): 300

4. Todos os resumos devem estar escritos em Português.

5. Cada indivíduo pode submeter apenas um resumo enquanto autor singular. Porém, em caso de co-autoria, pode participar em dois resumos. Os autores devem estar identificados sublinhando o seu nome.

6. Os resumos devem ter título, nome dos autores e, caso seja possível, instituições.

7. O formato do documento deverá ser Word (doc ou docx) e não pdf.

8. Os resumos devem ser enviados, pelo autor proponente, por email para:
apreciacaohiphopmoz@gmail.com

Friday, March 4, 2016

Six 7 Four ( Masta Bad) vende seu primeiro album em CD no próximo domingo (6.03.2016)

Domingo, 6 de Março, a partir das 14h na portaria da Rádio Moçambique venha comprar o primeiro album e ter assinatura de autografo de SIX SEVEN FOUR (Masta Bad), um exemplo de resolução interna. Haverá transmissão a partir das 16h no programa Clássico Hiphoptime

Lançamento e Venda do CD "Recstart"
Open Mics (pre-selecionados)
Intercâmbio e mais...

Dj´s:
Fu da BeatMaker
DJ Malele


Venha se juntar ao Rap Moz!

Clássico Hiphoptime, o trampolim para o sucesso da cultura de rua!

Aproxime, 14 horas, Rua da Rádio Nr 2